BREAKING NEWS

Uma coisa que as pessoas que protestam deveriam saber e não sabem (ou não querem saber).

Uma coisa que as pessoas que protestam deveriam saber e não sabem (ou não querem saber).
27 Jul
3:11

Salve, salve Bucaneiros! Desde o Início da Operação Lava Jato, muitos nomes rolaram na famosa Lista de Rodrigo Janot, atual Procurador Geral da República. Uma coisa muito curiosa é que um “Procurador Geral” deveria ter plenos poderes do início ao final da Operação. O que não ocorre no Brasil. O Procurador tem prazo de validade e nenhuma garantia de “autoridade” no “mandato”. É verdade… Olha que interessante, o Rodrigo Janot tem uma Lista com alguns políticos bem conhecidos com cadeira cativa lá. O problema é que um deles, dos indicados, é que ele tem poder de “destituir” o atual Procurador. Ou seja, ele pode retirar o mandato do Procurador. Esse “super

Presidente do Senado Renan Calheiros PMDB-AL

Presidente do Senado Renan Calheiros PMDB-AL

político” é nada mais menos que o Presidente do Senado. É… ele mesmo, o indicado na lista, o Senador Renan Calheiros-PMDB-AL que foi acusado de receber propinas de construtoras para pagamento de pensão de filhos para ex-mulher (absurdo). Então, ele tem poder de recusar o “novo” procurador caso este não o agrade* no processo, fazendo assim que as indicações recaiam até um que lhe seja do agrado. Ou seja, algo assim… “Este não, este não, este também não… Ah, esse é chapa meu e me deve, então tá beleza… esse sim…!” e aí ele se livra das acusações… (não acreditam? pesquisem…)

É claro que também não podemos esquecer de um outro personagem que pode “retardar” e atrapalhar (e muito) o andamento das investigações. Esse cara é o Presidente da Câmara que pode dar entrada em processos (já recusados) de impeachment da(o) Presidente da República (no caso, Dilma Roussef) para que as atenções sejam desviadas e o “seu processo” possa ser retardado até o término de seu mandato como Presidente da Câmara, e de modo que seu processo entre em um fila e possa “até” ser arquivado por falta (desaparecimento) das provas. Sórdido, não é? Mas é assim que funciona em um modo mais “simplificado”. Os Senadores da República que estão envolvidos nessa sujeira toda, contam com esses “trunfos” para poder se safar… Em resumo, nem a(o) Presidente da República tem poderes como esse dois “presidentes”. É interessante como as pessoas são tão “desinformadas” quanto o funcionamento da máquina política no Brasil. Caso algum “jurista” anti-PT ou anti-Dilma queria “discordar” do que eu disse, devo lembrá-los dos poderes dos Senadores que são:


Aprovar previamente, por voto secreto, após argüição pública, a escolha de (art. 52, III da CF):

  • Magistrados, nos casos estabelecidos na Constituição (art. 52, III, “a” da CF).

  • Ministros do Tribunal de Contas da União indicados pelo Presidente da República (art. 52, III, “b” da CF).

  • Governador de Território (art. 52, III, “c” da CF).

  • Presidente e Diretores do Banco Central (art. 52, III, “d” da CF).

  • Procurador-Geral da República (art. 52, III, “e” da CF).

  • Titulares de outros cargos que a lei determinar (art. 52, III, “f” da CF).


Claro que ainda tem muita “articulação política pra rolar, mas na verdade o preocupante é “quem”venha a ocupar o lugar de Janot e isso poderia prejudicar o andamento das investigações. Para quem deseja saber um pouco mais sobre o assunto e conhecer melhor sobre o Senado Federal, clique aqui, aqui e aqui para ver a matéria sobre o assunto na Folha de São Paulo.

Até mais Bucaneiros!

Siga-nos:
0
« »

Deixar uma resposta

Curta o nosso Blog!

%d bloggers like this: